Monteiro Lobato estava certo: Existe petróleo no Brasil. E a História do petróleo tupiniquim.

Posted on 16/04/2008

3


 

Na década de 1930, Monteiro Lobato, um dos maiores escritores que o Brasil já pariu, começa a campanha de busca pelo petróleo. Fundou diversas empresas na tentativa de encontrar o “ouro negro”. Em vão, Lobato é preso pela ditadura do Estado Novo do presidente Getúlio Vargas, com sua influência consegue a liberdade mais morrerá antes de ver seu sonho realizado. Lobato morre em 1944, e, logo em seguida, o Brasil encontrou o dito cujo. Monteiro Lobato estava certo, existe sim petróleo no Brasil.

 

Depois da rápida história de como foi a luta para que o governo começasse a buscar petróleo, logo depois a descoberta, iniciou-se uma campanha pela Soberania nacional sobre o petróleo.Mais precisamente no ano de 1950, depois da campanha “O Petróleo é Nosso”, o presidente Getúlio Vargas, o mesmo que prendeu Lobato, criou a empresa estatal PETROBRAS, dando a ela o único direito de exercer a extração do petróleo, tendo em vista que o petróleo deveria criar meios (leia-se Capital) para o desenvolvimento do país.

A PETROBRAS foi mantida estatal nos diversos governos ditatoriais que existiram no Brasil (de 64/84), mas em 1988 ano da primeira eleição livre (democrática), depois de duas décadas de ditadura, foi eleito um sujeito chamado Fernando Collor de Melo, este presidente foi encarregado de abrir as portas do Brasil (leia-se abrir as pernas). Depois de uma ditadura sangrenta e cruel, elegemos um presidente com pinta de galã de cinema para o renascimento da nação. Foi Fernando Collor o primeiro a começar o ciclo de privatização da PETROBRAS, foi ele quem começou a entregar o “dito cujo” ao capital financeiro externo, não só o petróleo como todo o país foi entregue ao capital estrangeiro. Fernando Henrique Cardoso presidente do Brasil de 1995 à 2002, terminou o processo de venda dos bens brasileiros, foi neste governo que o serviço de telecomunicações, os bancos estatais, a Vale do Rio Doce (maior produtora de minério do mundo), a PETROBRAS foram vendidos a preço de banana para o capital externo, ou seja, privatizaram as principais instituições de arrecadação de capital do Estado. Do período de 64/84 sofremos com a ditadura militar e de 88/02 com a ditadura (invisível) neoliberal.

Ano passado foi encontrada uma grande bacia de petróleo no litoral de Santos-SP, reserva TUPI. O petróleo foi encontrado no oceano, é da PETROBRAS a tecnologia de exploração em águas profundas, investimetno de mais de 50 anos que foi entregue de bandeja para o capital extenro.

Esta semana anunciaram que a PETROBRAS encontrou outra reserva de petróleo, cinco vezes maior que a reserva de TUPI, esta foi a maior descoberta dos últimos 30 anos em todo o mundo. O interessante é que as duas descobertas de reservas de petróleo mencionadas acima, aconteceram fatos semelhantes, o roubo de informações secretas do Estado. Na primeira as informações estavam sendo trasportadas em um lap top dentro de um contender e foram roubadas, a polícia trabalha com a hipótese de roubo comum. O anúncio feito esta semana, de um possível descobrimento de novas reservas de petróleo no Brasil, não foi um anuncio oficial e sim do presidente da ANP (agência nacional do petróleo), como pode ter acontecido duas vezes o problema, ou seja, como foi possível ocorrer duas vezes o “vazamento” de informações secretas do Estado? Há algo de muito nebuloso nesta história, alguém realmente deve estar ganhando com isso, mas temos certeza que o Povo Brasileiro não é.

 

No próximo post, analisarei de que forma foi dada a notícia da descoberta de uma possível reserva gigantesca de petróleo no Brasil.

Anúncios