Quando o “entretenimento” deixa de ser diversão, e passa a ser manipulação de massas.

Posted on 13/05/2008

1


Ontem por acaso, em meio à conversas na sala de casa, a Tv estava ligada justamente na novela (folhetim) das oito (horário de maior audiência). Nos momentos em que terminavamos os assuntos, eu prestava a atenção na novela, lembrando de quando era adolescente, assistia a algumas novelas (como um jóvem comum), e me dava conta, que sempre hávia uma conexão com alguns personagens (de bom caráter) em relação aos produtos que estes utilizavam (as novelas também como veículo para a divulgação de algum produto ou propaganda deste). Bom, tendo em vista que, um produto cultural (no caso do folhetim) precisa de verbas para se manter, é até “aceitável”, porém, o que vi ontem não foi a divulgação de um produto (coisa), e sim, una propaganda ideológica referente aos interesses da classe dominante.

É inadimissível que um veículo de comunicação de massa, manipule seus telespectadores, levando em conta que, as novelas tem o caráter de divertir (entreter o telespectador), e não formar opiniões de maneira obscuras, colocando idéias de cunho político na boca de seus personagens, me refiro a campanha – que uma personagem da novela das oito da TV GLOBO – chamada de “BASTA!”, movimento (que se desenvolve na ficcão) que se diz ‘apolítico’ e ‘apartidário’ que representa a sociedade brasileira. Para mim, está claro o movemento de manipulação, este movimento “BASTA!” MOVIMENTO FICCIONAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA QUE QUER UM BASTA PARA OS PROBLEMAS POLÍTICOS DO PAÍS, é referência ao moviemento político real da SOCIEDADE PAULISTANA que se chama “CANSEI!”, movimento que realizou atos de protestos, formado em grande parte pela “elite” paulistana, em meados de setembro ou outubro do ano passado.

Até quando será permitido, que um veículo de comunicação que chega a quase todos os lares brasileiros, tenha a “liberdade” para manipular seus telespectadores, com a desculpa que não pode ser censurado, pois a censura é algo antidemocrático? E lembrando que, são as mesmas pessoas que estavam à favor da censura na ditadura militar (64/84).

Antidemocrático é inventar notícias, com a intenção de confundir o entendimento das pessoas, antidemocrático é utilizar de meios ilícitos para impor uma ideologia, de modo que o cidadão que assiste, não consegue ter uma distinção dos fatos que ocorrem (real/ficção). É preciso criar um órgão que fiscalize tudo que é divulgado nos meios de comunicação, e impor grandes multas para aqueles que desrespeitam as leis. 

Anúncios