O capitalismo matou o FUTEBOL.

Posted on 22/08/2008

0


Depois de muito tempo sem escrever, voltei, para escrever sobre uma das paixões de minha vida. Não o capitalismo claro, e sim o Futebol.

Neste momento, estou vendo uma entrevista do Zico e surgiram alguns pensamentos que resolvi compartir com os poucos leitores que tem acesso a este blog.

Bom, há muito tempo já não vemos mais amor ao esporte, tanto por parte dos torcedores como por parte dos jogadores. O Futebol virou MERCADORIA, conseguiram coisificar a maior paixão da humanidade. O único esporte que pára o mundo inteiro para ver o campeonato do mundo. Não há outro esporte que move tanta paixão como o Futebol.

O Capital não perdoa, como uma raposa se apropriou da maior paixão da humanidade para transformá-lo em uma grande opção para lavar o dinheiro sujo do capital financeiro, do tráfico, da sonegação de impostos, desvio de verbas (corrupção). E também, a invasão dos bancos no circuito do futebol, a compra de juízes como foi o caso no campeonato Brasileiro de 2004 (se não me engano, quando o corinthans ganhou), e provavelmente a Copa do Mundo, também é manipulada por sua cúpula para favorecer e encobrir erros de governos corruptos e mal administrados.

Deixa-me muito triste saber destas manipulações e, como está sendo a capitalização do futebol. Cada vez mais torcemos não para um time, e sim, para uma instituição que mantém as financias deste clube. Os dirigentes já não se importam com os torcedores, estes os únicos que não tem culpa pela calamidade que passa o futebol. Os ingressos cada vez mais caros, a diretoria que ajuda e é conveniente com as torcidas organizadas, mantendo estas organizações que impõe medo e terror nos estádios.

O êxodo do torcedor do estádio não tem nenhuma importância para os times, cada vez mais os estádios ficam vazios, cada vez menos o jogador cria identidade com a torcida e com o time. As torcidas organizadas são manipuladas e só protestam contra aqueles que não financiam seus custos. O mesmo se passa com a Seleção brasileira, que ao final de um jogo, já não desembarca no seu próprio país. A identidade das pessoas com o futebol está em xeque. E o grande responsável por isso tudo é a velha raposa de nome Capitalismo, que conseguiu coisificar mais uma paixão, o FUTEBOL. Roubaram-nos quase tudo, saquearam o nosso povo e levaram também nossa tradição. O que resta agora é a nostalgia de tempos dourados do futebol mundial, desde os radialistas que narravam a partida com grande emoção, ao jogador que entrava em campo só pelo fato de representar aquele time que torcia desde criança.

Desculpa, por não atualizar o blog, tive alguns problemas e só agora minha vida esta voltando ao normal.

Anúncios